Direitos do consumidor: O que os planos de saúde devem cobrir?

Direitos do consumidor: O que os planos de saúde devem cobrir?

A tarefa de procurar um plano de saúde de qualidade e que se encaixe com as suas necessidades é fundamental. Porém, se engana quem pensa que esse trabalho é fácil. É interessante reservar um tempo para pesquisar se o plano de saúde é de qualidade, o que ele oferece dentro e fora de suas obrigatoriedades e, dentro da categoria escolhida, quais tipos de cobertura de cada tipo de plano.

Pela grande quantidade de opções no mercado, essa pesquisa deve ser feita de forma cuidadosa e pensada para saber se a empresa que você contratou vai te deixar satisfeito a partir de suas necessidades. É importante buscar pelo melhor plano e, assim, ter a tranquilidade de contar com o melhor serviço para a sua saúde e de sua família.

A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) é o órgão responsável por estabelecer a cobertura dos planos de saúde do Brasil e tudo que eles devem disponibilizar aos clientes. Uma agência reguladora garante a segurança do dia a dia dos usuários que buscam empresas que acatam e desempenham todos os direitos do contratante.

A primeira dica para buscar as informações precisas e confiáveis sobre um plano é acessar o próprio site da ANS. Por ser reguladora do Ministério da Saúde, ela vai ser o lugar mais seguro para dar início à sua pesquisa. Outra orientação é perguntar as experiências de conhecidos que usufruem do plano de saúde que você se interessa, além de estar sempre por dentro das redes sociais e/ou site e se existem reclamações feitas por pessoas que usufruem do serviço.

Os planos de saúde geralmente são divididos nas seguintes categorias: ambulatorial, referência, hospitalar sem obstetrícia, hospitalar com obstetrícia e odontológico. Para cada um desses segmentos existem listas de obrigatoriedades. Confira alguns dos direitos do cliente cada categoria:  

Ambulatorial: deve incluir consultas médicas, exames, tratamentos e os procedimentos feitos ambulatorialmente;

Hospitalar com obstetrícia:  inclui partos, além do regime de internação padrão;

Hospitalar sem obstetrícia: oferece internação hospitalar (com exceção de partos);

Odontológico: essa categoria de plano engloba consultas, exames, atendimentos tanto de urgência como de emergência. Se o profissional solicitar tratamentos e outros tipos de procedimentos feitos em ambulatório para complementar o diagnóstico, o plano deverá incluir;

Referência: assistência médica ambulatorial e hospitalar e com cobertura obstetrícia. Além disso, é exigido que o plano de saúde ofereça acomodação em enfermaria.

Na hora da pesquisa, observe também quais são os hospitais e clínicas credenciados com o plano de saúde. Isso é importante para descobrir se existem pontos de referência próximos de você. Esteja sempre ciente de seus direitos e deveres para poder usufruir da forma mais benéfica possível um plano. Além disso, você pode buscar por profissionais de segurança e capacitados que podem facilitar todo esse processo de escolha.

Entre em contato no (21)2242-1000 e solicite uma cotação!

Deixe uma resposta

Solicite sua cotação

Rio de Janeiro: 2242-1000 | Niterói: 2613-2777 | Campo Grande: 3394-0006 | Duque de Caxias: 3848-3030