Portrait of female nurse using tablet at hospital

Como escolher o plano de saúde mais barato? 8 dicas para reduzir seus custos!

A contratação de planos de saúde é um processo muito delicado, pois os valores de cada plano variam de acordo com a idade, gênero e necessidades dos beneficiários.

Por isso, na hora de escolher um plano para sua família, é fundamental ter contato com algum corretor especializado para escolher a oferta mais adequada para você, mas, para não estourar seu orçamento, temos algumas dicas para contratar um plano de saúde mais barato. Confira!

As principais formas de contratar um plano de saúde barato são:

Se seu orçamento está muito apertado e você precisa com urgência de um plano de saúde barato, as melhores opções são:

  • Contratar um plano de saúde coletivo por adesão, que são planos contratados por algum sindicato ou classe profissional e geralmente são mais baratos, já que há sempre um grande grupo de pessoas contratando.
  • Contratar um plano de saúde empresarial. Se você é MEI, solicite o orçamento de um plano empresarial, pois eles geralmente são mais baratos e oferecem prazos de carência menores. Caso você tenha vínculo empregatício com alguma empresa, peça ao seu empregador para ingressar no plano de saúde dos funcionários.
  • Contratar um plano de saúde regional. Se você não viaja muito, não trabalha se transportando entre cidades ou estados, um plano regional pode sair mais barato, pois ele oferecerá cobertura somente em algumas cidades específicas.
  • Contratar um plano de saúde por coparticipação. Esses planos são indicados para quem usa poucos serviços médicos por mês e não possui nenhuma doença que exige cuidados constantes. Você pagará uma mensalidade menor por mês e uma taxa percentual pequena toda vez que usar algum procedimento da operadora.
  • Contratar um plano de cobertura somente ambulatorial. Para economizar, você pode contratar um plano de saúde que cobre somente consultas, exames, cuidados de emergência e procedimentos cirúrgicos simples. Esses planos são mais baratos, mas não cobrem internação e cirurgias complexas.

Estas são as principais formas de contratar um plano mais barato, porém, quando se trata da nossa saúde é fundamental pensar em todas as nossas necessidades e arrumar formas de balancear seu orçamento com seu bem estar.

Afinal, vale mais a pena você pagar um pouco mais caro do que correr o risco de não ter um atendimento adequado.

Se você não entendeu muito bem como escolher um plano barato de qualidade, confira as dicas abaixo que iremos explicar um pouco mais sobre o assunto!

1.  Comece fazendo uma lista das suas necessidades médicas

Antes de contratar qualquer oferta só porque ela é completa ou só porque é barata, faça uma lista das suas principais necessidades médicas.

Para te ajudar, responda às perguntas abaixo:

  • Com que frequência você vai ao médico?
  • Você possui alguma doença crônica que requer cuidados constantes no médico?
  • O plano é somente para você ou terão dependentes? Quantos?
  • Qual é a sua idade e dos outros dependentes?
  • Você ou algum dependente pretende ter filhos?
  • Os beneficiários do seu plano de saúde precisam de atenção dobrada (criança, idoso, gestante, etc)?
  • Você ou sua família têm algum histórico de doença crônica (diabetes, asma, obesidade, etc)?
  • Portanto, o ideal é que você fale com um consultor suas necessidades e informe a ele sobre seu orçamento para encontrar o plano mais barato para sua família.
  • Você faz muitas viagens pelo Brasil? E para o exterior?
  • Você trabalha em alguma área de alta periculosidade?

Pronto, agora tenha essas respostas anotadas para passarmos à próxima etapa para escolher um plano de saúde barato.

2.  Escolha a modalidade do plano de saúde

Agora que você já tem uma ideia de quais são as suas necessidades médicas, é necessário transformar essas informações sobre o seu perfil em serviços e procedimentos.

Assim você poderá entender o que cada dependente irá usar em um plano de saúde, já que cada perfil de beneficiário exige cuidados diferentes.

Existem três tipos de plano de saúde:

  • Ambulatorial: cobre somente consultas médicas, exames simples, procedimentos cirúrgicos pequenos (como retirada de unha encravada), atendimento ambulatorial de urgência e emergência
  • Ambulatorial + Hospitalar: Inclui a cobertura citada acima e também cobre todos os gastos em caso de internação hospitalar.
  • Ambulatorial + Hospitalar + Obstetrícia: Inclui todas as coberturas acima e também cobre gastos com procedimentos obstétricos, desde o pré-natal até o parto e cuidados pós-parto da gestante.

Entre as três opções acima, o plano de saúde ambulatorial costuma ser o mais barato. Porém, se você quer escolher ele somente pelo preço, tenha certeza de que não irá usar os serviços fora da cobertura, pois caso use, tudo será cobrado à parte e você pode acabar endividado.

Além disso, os gastos de gestantes são bem caros para os hospitais e quando não inclusos no plano de saúde saem muito caro para você. Portanto, caso não queira contratar um plano de saúde com obstetrícia, tenha certeza de que você ou seus dependentes utilizam algum método contraceptivo de alta eficácia para evitar gastos surpresas.

3.  Escolha a cobertura do plano de saúde mais barato

Geralmente, os planos de saúde mais indicados são os que oferecem cobertura nacional, ou seja, você pode ser atendido em qualquer parte do país sem pagar a mais pelos procedimentos.

Porém, se você quer economizar, vale a pena avaliar se você pode aderir a um plano regional.

Em alguns casos, se você não viaja muito entre cidades ou estados, ou mesmo se algum dependente da família é uma pessoa idosa que não pode fazer muitas viagens, um plano regional pode atender perfeitamente.

A diferença do plano regional é que você só terá atendimento em algumas cidades específicas, mas ele é uma das formas de contratar um plano de saúde mais barato sem abrir mão da qualidade.

4.  Escolha a modalidade de pagamento do plano mais barato

Uma dica especial para contratar um plano de saúde mais barato é escolher a modalidade de pagamento mais adequada para o seu uso.

Funciona assim: se você e seus dependentes vão ao médico com muito frequência ou possuem alguma doença crônica que requer cuidados constantes, contrate um plano de mensalidade fixa.

Caso sua família não frequente tanto o médico, opte por um plano de saúde por coparticipação, que possui uma mensalidade mais barata que as ofertas tradicionais e você só paga algumas taxas a mais em cada procedimento utilizado.

5.  Não contrate planos Premium

É comum que algumas operadoras ofereçam planos de saúde com diversos serviços exclusivos, como coleta de exames a domicílio, concierge, seguro viagem, cobertura internacional, entre outros.

Porém, fique atento e escolha somente os serviços realmente necessários para sua família, afinal, quanto mais benefícios mais caro o plano sairá.

Portanto, se você quer um plano de saúde barato, evite os planos Premium!

6.  Dê preferência aos planos coletivos e empresariais

Se você tiver a opção de contratar um plano de saúde empresarial, MEI ou coletivo por adesão, aproveite essa oportunidade.

Geralmente os planos oferecidos por empresas e sindicatos são mais baratos do que as ofertas individuais e familiares, já que a operadora está ganhando mais benefícios a partir de uma contratação com muitas pessoas de uma só vez.

Além disso, geralmente as administradoras de benefícios são responsáveis por auxiliar todo o processo da contratação de planos coletivos por adesão e elas têm maior representação jurídica e voz para negociar preços e sair mais barato para você.

7.  Avalie os reajustes dos planos de saúde

Na hora de contratar um plano de saúde, não se esqueça que para ele sair mais barato é necessário levar em consideração os custos a médio e longo prazo também.

Por isso, pergunte ao seu corretor qual é a frequência dos reajustes de preço no plano que deseja.

Geralmente, os planos individuais e familiares sofrem um reajuste anual e reajustes por faixa etária. Já os planos coletivos podem sofrer reajuste de sinistralidade também.

Portanto, sempre se informe de todos os gastos que podem surgir com os reajustes, e não somente os preços atuais.

8.  Tenha paciência para comparar as ofertas!

Por último, é essencial ter paciência para comparar os preços dos planos de saúde, pois todos variam muito conforme os benefícios de cada operadora, então dedique um tempo para isso e coloque todos os custos em uma planilha, de forma que fique mais fácil visualizar qual é a opção mais barata para você.

De qualquer forma, se você tem dificuldade de comparar gastos ou não quer ter esse trabalho, não se preocupe.

Não se esqueça que você sempre pode ter o auxílio de um corretor de saúde, que já tem especialização e experiência na área e pode te ajudar a encontrar uma oferta barata, basta informar a ele seu limite de orçamento.

Qual é o plano de saúde mais barato do Brasil?

Não é possível especificar qual é o plano mais barato do Brasil, pois as operadoras de saúde não divulgam seus preços e eles variam muito de acordo com sua necessidade.

Para você ter uma ideia de simulação de preços, uma família com um beneficiário de até 18 anos e dois beneficiários de até 43 anos pode custar a partir de R$ 441*.

Mas em outro exemplo, se sua família tiver mais duas pessoas idosas de até 58 anos, o plano custará no mínimo R$ 1100*. E em caso de contratações mais robustas e exclusivas, planos Premium para apenas duas pessoas podem custar até R$ 10 mil por mês.

Portanto, o ideal é que você fale com um consultor suas necessidades e informe a ele sobre seu orçamento para encontrar o plano mais barato para sua família.

*Atenção: Esses preços são apenas uma simulação com base na faixa de valores dos planos de saúde oferecidos na cidade de São Paulo, SP em julho de 2020. Esses valores variam muito de acordo com a operadora contratada e sua cidade.

Para saber os preços atuais das operadoras e tirar mais dúvidas sobre o assunto, consulte um corretor da United Class.

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest

Este post tem 4 comentários

  1. Evelyn Alves

    Muito obrigado por essas dicas gostei muito da matéria, onde trabalho contratamos uma empresa especializada nesse assunto para nos ajudar.

    1. Rochele Teles

      Ficamos contentes que você tenha gostado do nosso conteúdo!

      Continue seguindo o nosso Blog. Estamos sempre trazendo conteúdos relevantes. =)

  2. As matérias do blog ja são muito boas, gosto ainda mais quando trazem dicas para nos ajudar a economizar, parabéns pelo artigo.

Deixe uma resposta

vinte − 7 =

Solicite sua cotação

Rio de Janeiro: 2242-1000 | Niterói: 2613-2777 | Campo Grande: 3394-0006 | Duque de Caxias: 3848-3030