newborn-baby-boy_w1200

Quanto custa um parto? Descubra os valores no SUS, médico particular e em planos de saúde

Ter um filho não é algo barato, pois antes mesmo do bebê nascer a família já tem gastos com pré-natal, montagem do quarto e outros itens. E não seria diferente com um parto, que também não é um procedimento barato.

Mas você tem alguma ideia de quanto custa um parto? Se está comparando preços pois terá um filho e quer se preparar, continue lendo e descubra o preço de um parto: no SUS, no médico particular e por planos de saúde. Confira!

Quanto custa o parto normal e cesárea no SUS?

No Brasil, qualquer cidadão brasileiro tem direito ao SUS, o Sistema Único de Saúde, que garante diversos procedimentos médicos gratuitamente, incluindo o parto.

Por isso, qualquer gestante pode recorrer a um hospital público e realizar seu parto completamente gratuito.

Todos os remédios e vacinas necessários no procedimento também são cedidos gratuitamente.

Porém, como algumas clínicas do SUS podem oferecer um atendimento precário e a qualidade do serviço varia muito de acordo com a região, essa opção não é tão buscada pelas gestantes.

Geralmente, o parto no SUS é uma alternativa para famílias de baixa renda que não possuem um plano nem podem pagar o procedimento particular.

Infelizmente, um problema do parto no SUS é que muitos médicos insistem que a gestante tenha um parto normal.

Como os médicos do SUS não recebem valores altos por realizar partos cirúrgicos e a cesárea é um procedimento longo e complexo, é comum que eles aguardem até o último minuto das contrações da gestante para indicá-la para uma cesariana.

Ou seja, a cesárea no SUS é indicada somente em casos muito urgentes, quando há risco de vida para a mulher ou para o bebê.

Isso pode causar várias dores para a gestante, que terá que ficar aguardando muitas horas e contrações.

Quanto custa um parto no plano de saúde?

Diversos planos de saúde cobrem todos os gastos do parto, desde que o beneficiário tenha optado por um plano com cobertura obstetrícia.

Nos planos de saúde com obstetrícia sem coparticipação, o parto é gratuito e todos os procedimentos relativos ao pré-natal, assistência e ao puerpério também.

Nesse modelo, o beneficiário paga uma mensalidade mais alta e tem todos os custos do parto completamente cobertos.

Já nos planos de saúde com coparticipação, não há um valor determinado sobre o parto. O beneficiário paga uma mensalidade mais barata e tem que arcar com alguns custos do parto, seja ele normal ou cesárea.

Nesse caso, consulte diretamente com a sua operadora de saúde qual é a porcentagem cobrada sobre o valor do parto.

Se achar que as taxas estão muito altas, verifique com a ANS sobre a porcentagem máxima permitida.

Além disso, no convênio, a mulher pode optar pelo parto normal ou pelo parto cesárea, mas o procedimento vaginal é o mais indicado por ser menos invasivo para a mãe.

Se por motivos pessoais, a gestante optar antecipadamente pelo parto cesárea, ela terá que assinar um termo de consentimento deixando sua escolha evidente para fins contratuais.

Mas, caso o parto cesárea seja uma opção de urgência quando a mãe corre risco de vida ou possui alguma complicação na gestação, ela será apenas encaminhada para a cirurgia sem necessidade de assinar nenhum termo.

Vale lembrar que no plano de saúde, é necessário que o beneficiário tenha cumprido o prazo de carência para realização do parto, que é de 300 dias.

Se você possui um plano de saúde com obstetrícia, mas ainda não cumpriu o prazo de carência do parto, o procedimento não será gratuito, podendo haver cobrança dos valores integrais.

Quanto custa o parto com um médico particular?

Geralmente um parto com médico particular, fora de um plano de saúde, tem custos bem elevados.

A maioria dos hospitais particulares não realiza partos normais, apenas cesáreas.

●    Parto Cesárea

Considerando uma pesquisa de preços na região da capital de São Paulo, o valor médio de um parto cesárea no médico particular é em torno de R$ 6.000 (preço com referência de março de 2020).

Se você mora em regiões mais afastadas de centros urbanos de São Paulo ou em cidades do interior, é possível encontrar hospitais com valores mais acessíveis, cerca de R$ 3.000.

Além disso, vale considerar que São Paulo é uma das cidades mais caras para se viver no Brasil.

Em outros estados e cidades, é possível encontrar partos particulares até por R$ 1.500 a R$ 2.000.

●    Parto Normal

E apesar de ser mais difícil encontrar, alguns hospitais oferecem o serviço do parto normal no atendimento particular. Nesses casos, os preços são mais baratos, entre R$ 800 a R$ 1100.

Vale lembrar que quando se trata de um parto, é indicado escolher profissionais e hospitais que deixam a gestante e acompanhantes à vontade.

Como é um procedimento delicado e muito importante na vida da mãe, o preço não pode ser o fator decisivo da escolha dos profissionais. Escolha sempre um médico de confiança.

Remédios, exames e outros procedimentos

Além dos valores do parto, se você não possui um plano de saúde e está consultando com um médico particular, vale levar em consideração os gastos com outras etapas da gestação, como remédios e exames.

Inicialmente, os médicos indicam que a mãe tome vitaminas constantemente para garantir o bom desenvolvimento do bebê, o que pode gerar gastos mensais a partir de R$ 50, variando de acordo com a vitamina receitada.

Também é muito comum que gestantes sofram com infecção urinária e anemia, por pequenas complicações e adaptação do corpo à gestação, o que pode acarretar gastos com remédios a partir de R$ 150.

Outro gasto comum é o procedimento para descobrir o sexo do bebê, que é opcional, mas muitas famílias optam por fazer. Esse exame custa cerca de R$ 400 em capitais.

Após o procedimento do parto, caso ele seja cesárea, a família pode ter um gasto a partir de R$ 200 com antibióticos para o tratamento da ferida.

Além disso, vale considerar alguns imprevistos como no caso de bebês que nascem com tipo sanguíneo diferente da mãe. Nessas situações, é necessário administrar uma vacina na gestante, que custa cerca de R$ 350.

Está pensando em fazer um parto normal ou cesárea no SUS, no médico particular ou pelo plano de saúde? Deixe seu comentário sobre como está planejando sua experiência.

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Solicite sua cotação

Encontre nossas unidades

Rio de Janeiro

Niterói

Campo Grande

Duque de Caxias

Madureira

São Paulo

Planos de saúde sulamerica, RJ sulamerica, Planos de saúde RJ, Amil, Assim Saude, Bradesco, Cemeru, Golden Cross, SulAmerica, Unimed, Planos de Saude, Planos Odontologicos, Tabela, Cotacao, planos de saude rj, plano de saude valores, plano de saude cotacao, planos de saude barato, plano de saude mei, plano de saude PJ, Valor Plano de Saude